POSTADO DIA: 10/10/2013

EM: Leonardo na Mídia

DF terá 24 atletas na Gymnasiade

Publicação: 10/10/2013

O Brasil recebe, pela primeira vez, os jogos mundiais escolares Gymnasiade. Cerca de 2,5 mil estudantes, de 14 a 17 anos, reúnem-se em Brasília, entre 27 de novembro e 4 de dezembro, competindo nas modalidades de atletismo, ginástica aeróbica, artística e rítmica, judô, caratê, natação e xadrez.

Os 24 atletas classificados para representar o Distrito Federal e compor a Seleção Brasileira na Gymnasiade garantiram à capital federal o segundo lugar na lista de participantes convocados por estado.

“Estar em segundo lugar é uma vitória para o DF, pois estamos à frente do Rio de Janeiro e Minas Gerais, que são considerados polos ícones do desporto escolar”, avalia o secretário de Esporte, Julio Ribeiro.

Segundo ele, o resultado é fruto do esforço do GDF para oferecer mecanismos de fomento ao desporto escolar como, por exemplo, as Escolas de Esporte, Centros Olímpicos e o programa “Compete Brasília”, que viabiliza a ampliação da experiência dos atletas em outras competições.

No ranking, o DF conseguiu vagas nas modalidades de karatê, natação, atletismo e judô, e o primeiro lugar da lista é ocupado pelo estado de São Paulo com 34 atletas.

“A realização do evento irá proporcionar entre os atletas participantes a troca de cultura, costumes e informação. A comunidade também terá a oportunidade de assistir futuros campeões olímpicos e às grandes promessas do desporto escolar”, enfatiza a integrante do Comitê Organizador da Gymnasiade, Elizabeth Ribeiro.

Novos talentos se dedicam com afinco às próximas competições

Atletas das modalidades de atletismo, natação, judô e karatê que foram classificados nas seletivas e que irão compor a seleção brasileira para representar o país na Gymnasiade já se apresentaram.

“A sensação de representar o Brasil é maravilhosa, mas com isso aumenta muito a responsabilidade. A partir da convocação, minhas atenções estão totalmente voltadas para essa competição, onde espero e treinarei muito para trazer a medalha para o Brasil representando a minha cidade”, disse o atleta convocado na modalidade de natação Icaro Ludgero.

A jovem Ana Carolina Marcondes Amaral já se divide entre os estudos e os treinos para garantir bons resultados. Ela competirá, junto a outros 23 estudantes de Brasília, na modalidade de revezamento de natação, nos 200 metros livres.

Ana Carolina nada desde criança, mas somente há 6 meses começou a treinar profissionalmente. Mesmo com pouco tempo nas raiais, ela já mostrou que tem talento: duas medalhas de ouro, quatro de prata e duas de bronze, nas seletivas regional e nacional do Gymnasiade.

“Estou muito feliz. Tenho pouco tempo de treino e já fui selecionada. Isso só me motivou a treinar mais ainda”, destaca. Carol, como é chamada pelos amigos, quer seguir na carreira e realizar um grande sonho. “Quero ser uma atleta olímpica”.

Segundo a mãe, Adriana Marcondes Amaral, a união entre esporte e estudos foi essencial para o sucesso e adisciplina. “A escola de Ana Carolina, o Centro Educacional Leonardo da Vinci, deu total apoio ao esporte. Isso foi um diferencial”.

O diretor do Centro de Formação em Handebol e Esportes (CFH) do Leonardo da Vinci, José Ribamar Raposo, acredita no futuro de Ana Carolina. “A atleta já tem demonstrado resultados expressivos e é uma promessa para a natação brasileira”, ressalta. O Centro de Formação em Handebol trabalha em parceria com a escola, incentivando o esporte, descobrindo e formando talentos e inscrevendo os atletas nas competições.

A professora de Educação Física Janaína Marrocos também destaca a o comprometimento da aluna. “Carol é determinada e tem garra. É daquelas pessoas que corre atrás do que quer”.

Assim como os demais, o treinador da atleta, Hugo Lobo Filho, também não tem dúvida quanto ao potencial de Ana Carolina. “Carol tem tudo para se tornar uma grande atleta em pouco tempo. Apesar do pouco tempo de treino, a Carol tem conseguido bons resultados, principalmente nos 100m (1min 04) e 200m (2 min 17) no modo livre.

Para Hugo, que é treinador há 27 anos, Carol tem que ter mais tempo de água para alcançar a maturidade necessária. Ele ainda acrescenta que para ser um grande atleta, deve-se ter foco, disciplina, concentração, dedicação e ser muito obstinado. “Ela tem condições, está conseguindo grandes progressos”, finaliza.

Fonte:Viver Sports (02/10/2013)

Deixe seu comentário
Mais Publicações
 
 
  • UNIDADE SUL
    Conheça a unidade
    (61) 3226-6703
    Avenida W/4 SEP/SUL Quadra 703 Conjunto B Asa Sul
  • UNIDADE NORTE
    Conheça a unidade
    (61) 3340-1616
    SGAN 914 Conjunto I - Asa Norte
  • UNIDADE TAGUATINGA
    Conheça a unidade
    (61) 3351-0606
    QS 03 Rua 420 Lote 02 Pistão Sul - Taguatinga
Centro Educacional Leonardo da Vinci 2019 - Todos os direitos reservados