POSTADO DIA: 14/11/2013

EM: Leonardo na Mídia

Tecnologia no desenvolvimento escolar

Publicação: 14/11/2013

Ferramenta auxilia a deixar as aulas mais interessantes e atrativas para os alunos. Porém, o uso intenso dos alunos pode prejudicar a socialização do adolescente

Os alunos dos dias atuais nascem e crescem respirando tecnologia, e as escolas não poderiam ficar às margens dessas mudanças. Aulas no quadro negro e simples memorização do conteúdo se tornaram pouco atraentes aos estudantes, diante das novas formas de ensino.

A cada dia aumenta a necessidade do aprendizado tecnológico, causado prontamente pelas aquisições de novos equipamentos pelas instituições de ensino público e privado, juntamente com os incentivos de treinamentos e uso em geral dos próprios professores e alunos.

Em pesquisas realizadas em escolas que se utilizam da informática como método de ensino, percebe-se que o processo de aprendizagem é efetuado de uma maneira que leve o aluno a apreender com a tecnologia e a importância dela para o futuro. Nas instituições, o processo de aprendizagem é acompanhado de perto por uma equipe de psicólogos e pedagogos, que analisam a utilização da tecnologia na sala de aula.

Na educação, não se deve ensinar apenas informática, mas mostrar, sobretudo, como aplicar as novas tecnologias da informação a uma diversidade de atividades cotidianas, com o objetivo de fazer com que a tecnologia seja um auxílio nas aulas, potencializando o computador como um instrumento de resolução de problemas, criatividade e expressão.

Novidades na sala de aula
A lousa interativa é um recurso multimídia criado para que os professores tornem as aulas mais dinâmicas e interessantes. Em termos técnicos, pode-se dizer que ela é uma tela magnética que funciona em total interação com o computador. Dessa forma, todo o conteúdo da aula pode ser projetado e, depois, manipulado por meio de canetas especiais, sendo possível utilizar duas canetas simultaneamente, em toda a área ativa da lousa interativa. Além disso, oferece outras possibilidades, que a tornam um instrumento praticamente ilimitado.

Para Vânia Zuqui, professora de informática do Centro de Ensino Leonardo da Vinci, a lousa interativa chegou na unidade por volta de cinco anos atrás e se transformou em uma importante ferramenta na sala de aula, auxiliando em todos os conteúdos. “Os alunos ficam totalmente atraídos com as aulas onde a lousa é utilizada e pode haver interação entre eles. Eles aprendem todo conteúdo e também fazem pesquisas, veem vídeos e mais”, explicou Vânia.

A professora disse que a unidade desenvolve um trabalho voltado para as novas tecnologias, usando o computador como um aliado e mediador no processo de ensinar e aprender. Por meio de aulas de informática educativa, o conteúdo trabalhado em sala de aula é ampliado com o auxílio de programas, sites e softwares educativos ou atividades digitais que promovem a construção do conhecimento de maneira prazerosa. “O laboratório de informática é o lugar onde os alunos aprendem brincando, com o auxílio de uma ferramenta que eles gostam muito: o computador”, destaca a professora.

Alessandra Castro Mattos, também professora do Centro de Ensino Leonardo da Vinci, unidade Taguatinga, explicou que há uma grande necessidade e uma ótima elaboração das aulas com o uso da tecnologia. Ela esclarece que adotou um aplicativo em seu Iphone para as “aulas vídeos” que auxilia muito, aonde se conecta o aparelho no projetor, trazendo assim uma aula totalmente dinâmica. Mas, os próprios alunos, veem a importância do uso do quadro tradicional na aplicação de exercícios, revisão de provas dentre outros. “Eu elaboro as aulas vídeos, aonde é necessário o aplicativo, trazendo grande facilidade e agilidade e, para não haver acomodação por parte dos alunos, mesclo com o tradicional”, pontua Alessandra. As aulas são postadas no blog pessoal da professora para os alunos revisarem o conteúdo ou para aqueles que faltaram à aula.

“Eu acredito ser de suma importância a inclusão da tecnologia em sala de aula, pois é uma revolução para o aprendizado, além de trazer muito mais dinâmica para as aulas. No nosso dia a dia, precisamos de agilidade e velocidade constantemente, e a tecnologia nos proporciona exatamente isso”, contou Gabriel de Sousa Lucena, aluno do 2° ano do ensino médio. Ele explicou que decidiu comentar a ideia do aplicativo, após o lançamento do novo Iphone em 2011, o que deu muito certo, segundo ele, facilitando assim as aulas da professora.

Uso contínuo da internet

Com o fácil acesso à tecnologia nos dias atuais e com o crescente número de usuários, os problemas em relação ao uso dessas novas ferramentas também começam a aparecer. Muitas vezes o estudante torna-se dependente ou até mesmo “escravo” de tais tecnologias, como a internet por exemplo, e em inúmeras vezes deixa até mesmo de cumprir suas obrigações devido aos atrativos recursos que essas ferramentas oferecem. Ao passar tanto tempo nesse “mundo” virtual o indivíduo perde a experiência do contato pessoal, e de algum modo a sua personalidade. A habilidade de se expressar e de se relacionar com outras pessoas são obtidas através do contato pessoal, que não são intensos no ambiente tecnológico, e o senso crítico também é afetado, pois o jovem não aprende a construir seu próprio conhecimento.

O mau uso da tecnologia na educação pode ser um grande agravante no processo de desenvolvimento da criatividade e da síntese de informação, a relação entre o aluno/professor é prejudicada, pois pode haver um distanciamento entre eles devido a um uso excessivo de meios tecnológicos para apoiar o ensino. É fato que não é possível, nem recomendado, retirar o auxílio da tecnologia e da informática na educação, porém é necessário uma maior moderação ao introduzi-las no dia a dia, pois pode acarretar problemas sérios ao invés de trazer soluções.

Outro ponto notável é a cópia ou plágio de conteúdos encontrados na internet, para trabalhos escolares. Essa questão é antiga já que muitos alunos são flagrados nessas condições por seus professores, isso mostra que de certo modo a internet facilita as coisas de uma maneira prejudicial ao aluno, fazendo com que ele não se esforce para conseguir realizar sua obrigação e de certa forma alienando seu pensamento. Também há casos em que o trabalho escolar é feito pelo aluno, porém possui informações equivocadas que foram retiradas de fontes errôneas na internet. É importante que a alta tecnologia faça parte do conteúdo na sala de aula, é preciso capacitar as novas gerações para lidar com ela.

 

Fonte: Jornal da Comunidade

Deixe seu comentário
Mais Publicações
 
 
  • UNIDADE SUL
    Conheça a unidade
    (61) 3226-6703
    Avenida W/4 SEP/SUL Quadra 703 Conjunto B Asa Sul
  • UNIDADE NORTE
    Conheça a unidade
    (61) 3340-1616
    SGAN 914 Conjunto I - Asa Norte
  • UNIDADE TAGUATINGA
    Conheça a unidade
    (61) 3351-0606
    QS 03 Rua 420 Lote 02 Pistão Sul - Taguatinga
Centro Educacional Leonardo da Vinci 2019 - Todos os direitos reservados